HomeNeurociênciaA importância da Neurociência para a Biologia / Meu relacionamento com a Neurociência

A importância da Neurociência para a Biologia / Meu relacionamento com a Neurociência

13 de setembro de 2020

Eu estava na 5ª série do ensino fundamental (imagino que não seja mais chamada assim) quando tive a primeira aula em um laboratório de ciências! Então desde os 11 anos eu dizia que queria fazer Biologia. Essa sempre foi uma ideia muito vaga pra mim levando em conta ser somente a disciplina mais legal do colégio. Então como isso virou a profissão da minha vida?

Era assistindo as aulas de biologia que eu conseguia fazer uma série de questionamentos sobre o funcionamento do corpo humano, como os seres vivos se relacionam, como eles interagem, a origem da vida, as plantas e tudo mais. Além do amor pela biologia, fui desenvolvendo uma paixão por livros que dura até hoje. São histórias que fui devorando e guardando na memória. No terceiro ano do ensino médio tive acesso a um livro que acabou direcionando sem querer toda minha carreira dentro da biologia. “O cérebro nosso de cada dia” da neurocientista Suzana Herculano-Houzel me apresentou o mundo da neurociência além dos neurônios e sinapses que eu conhecia do colégio. Ali Suzana fez uma coisa muito importante que eu desconhecia na época: divulgação científica (a importância da divulgação científica para a Neurociência será um assunto abordado, com certeza, em um próximo texto). E por isso sou muita grata.

No segundo período da faculdade de biologia da UERJ fui bater na porta do laboratório de Neurofisiologia. Nisso já se passaram 14 anos que incluíram uma iniciação científica, dois mestrados, um doutorado e um pós-doutorado em andamento. O que prova que o conhecimento dentro da neurociência é algo contínuo na minha vida. A licenciatura entrou na minha vida mais tarde. Durante o mestrado tive o incentivo do meu orientador para dar aula em uma disciplina eletiva chamada Neurobiologia. Depois disso não parei mais de dar aula. Hoje eu leciono a disciplina de Neuroanatomia para vários cursos da saúde.

O sistema nervoso é o único consegue fazer a interação do organismo com o meio ambiente. Além de controlar a homeostase (equilíbrio) do próprio organismo. Quanto mais desenvolvido for o animal, mais desenvolvido será seu sistema nervoso. É o que permite comunicar-se com o meio físico (hábitat), com seus semelhantes (população) ou com outros seres vivos (comunidade).

Danielle Paes Branco

Parceiros

Neurostudent
infosPharma
Aprender Educacional